Título:  Histórias de Muitos Amigos
Autor: Gerson Jorio 
Edição: 1
Editora: Chiado Editora
Ano: 2015
Páginas: 260
Com um conteúdo demasiadamente divertido, o livro é composto por 238 historinhas bem humoradas, vividas por 190 amigos, familiares e colegas do autor. “O livro é excelente. Histórias curtas, todas verídicas, todas engraçadas. Todos os leitores se sentirão representados, por causa do colorido realista dos casos, que parecem anedotas - mas são reais. A vontade que dá é ler de uma vez, sem parar. Mas pode-se perfeitamente ler esse livro começando do fim para o começo... O autor não abandona no entanto o seu ambiente predileto: os lugares onde se reúnem as pessoas, os sindicatos, as padarias, os bares, festinhas e todos os lugares onde moços, velhos e crianças interagem e contam seus casos. São esses os casos trazidos para este livro. Certamente, são casos que serão contados e recontados, repetidos indefinidamente nas eternas rodinhas de conversa”. - Paulo Tarcízio “Textos surgidos das rodinhas de conversa onde prevalece a simplicidade. Os casos são revividos com originalidade, retratando fatos e personagens reais. É uma obra que revela o pitoresco de nosso povo, em textos curtos e engraçados”. - Anamaria Jorio


Classificação:

   Da coleção Passos Perdidos, Histórias de Muitos Amigos é um livro onde há a compilação de 238 historietas levadas por sua construção simples e  o preternatural humor das situações cotidianas brasileiras, vividas e ouvidas pelo autor, Gerson Jorio. O livro foi lançado no ano de 2015, pela editora Chiado, no Brasil e em Portugal, e está disponível tanto em formato físico, quanto no formato digital


   O livro apresenta situações das mais diversas representações brasileiras, e isso é um ponto muito forte, visto que o leitor, em muitas ocasiões, vai se sentir "retratado" no livro, o que traz uma aproximação ainda maior da relação leitor e livro. É um tipo de livro bem brasileiro, a cara do Brasil e com histórias do Brasil. Gerson Jorio mostra, com todo o humor presente no livro, que ser brasileiro é ser algo realmente incrível

   Em 238 histórias diferentes, Gerson Jorio conta-nos, de forma breve, porém dinâmica, várias situações engraçadas, que além de trazer o humor a alma, traz-nos conhecimento de coisas até então pouco pensadas por nós, mas que fazem algum sentido. Sem contar a típica originalidade dos fatos, que dá um toque ainda maior de realidade e verossimilidade.


   Acima você pode conferir o book trailer do livro, que além de retratar a primeira historieta presente no livro, O Preço da Mudança, acompanha alguns poucos pensamentos do Gerson sobre Histórias de Muitos Amigos. A escrita do livro é outro ponto bem positivo, visto que ele consegue usar da simplicidade para alcançar uma construção breve, dinâmica e muito bem feita. Eu, particularmente, sempre acredite que o segredo é a simplicidade, e não o luxo. 

Foto tirada na AA Ferroviária, no dia 11/06/2015, quando aconteceu a Noite de lançamento da obra.
Posted by Histórias de muitos amigos on Quinta, 2 de julho de 2015

   
   Por fim, deixo claro e apelativo, que foi uma grata surpresa Histórias de Muitos Amigos e, sem dúvidas, é um livro que me chamou atenção desde o momento que o autor me contatou e me apresentou a obra. Fica aqui a minha dica para que conheçam mais do livro e que venham, posteriormente, a lê-lo e desfrutar dessas deliciosas e satisfatórias realidades do cotidiano brasileiro. Tudo isso, claro, com ótimas doses de humor. Recomendado! Traga Histórias de Muitos Amigos pro seu 2016 e comece o ano com humor, Brasil e diversão.

Curiosidades (segundo o blog Listas Literárias):

1 - Histórias de Muitos Amigos reúne em suas 260 páginas crônicas curtas cujo principal elemento é o bom humor, este retirado de situações cotidianas e corriqueiras mas com a literariedade da prosa;
2 - É que o livro é ao mesmo tempo universal e pessoal, já que as 238 histórias narradas no livro foram coletadas da vivência de amigos, familiares, colegas de trabalho, etc...
3 - Este é o segundo livro de Gerson Jorio, professor, engenheiro, especialista em logística, autor também de um livro técnico, Redução de Estoque em 3 Dimensões, publicado pelo IMAN;
4 - Segundo o comentário de Paulo Tarcízio "Todos os leitores se sentirão representados, por causa do colorido realista dos casos, que parecem anedotas - mas são reais."
5 - Portanto os leitores do livro "os lugares onde se reúnem as pessoas, os sindicatos, as padarias, os bares, festinhas e todos os lugares onde moços, velhos e crianças interagem e contam seus casos."

Compre o livro digital na Livraria Cultura aqui.
Compre o livro físico pelo site da editora aqui.
Conheça o site do livro, com um incrível infográfico, aqui.


6 Comentários

  1. Pedro, historietas não são o meu tipo preferido de narrativa, mas tendo em vista, como você apontou na resenha, que estas tratam da realidade brasileira, acredito que eu iria gostar do livro.

    Beijos

    http://meninasnaliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Pedro.Adorei sua resenha,mas não é exatamente o tipo de livro que eu leria.
    Mas valeu pela indicação.
    Abraço.

    http://estantelivrainos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Não tenho certeza se é o meu tipo de história, gosto mais de ficção. Mas é sempre bom ter o conhecimento de livros bem reais para quando quiser dar um break na ficção.
    Bela resenha.
    Bj,

    http://umleitornooceano.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Creio que não faz muito meu estilo de leitura, não sei se leria. Mas pelas suas palavras acredito que daria uma chance a essa leitura lol.

    Ótima resenha, www.meninoliterario.com.br

    ResponderExcluir
  5. Olá Pedro!
    Confesso que não faz o meu gênero, mas parece ser interessante a maneira como o leitor criou toda a trama com contos, etc. Bem divertido! Adorei a resenha!
    Beijos, Garota Vermelha
    www.livrosdagarotavermelha.wordpress.com

    ResponderExcluir
  6. Pedro!!! Que livro bacana, não é o tipo de livro que eu leio, mas amo conhecer a cultura brasileira, e nada melhor do que o próprio povo contando-as, digo que muitas vezes os livros de história academicos, nos privam da verdadeira cultura.
    Beijos, Bru - www.naoemprestolivros.com.br

    ResponderExcluir