Título: Ser Feliz É Assim
Autor: Jennifer E. Smith
Editora: Galera Record
Ano: 2014
Páginas: 400
A vida — assim como o amor — é cheia de conexões inesperadas e enganos oportunos. Uma ligeira mudança no curso pode gerar consequências surpreendentes. Afinal, às vezes, o desvio, o atalho é o verdadeiro caminho. A estrada que deveríamos ter escolhido desde sempre... Se pelo menos tivéssemos a coragem de fazer do coração nossa bússola. Graham Larkin e Ellie O'Neill não poderiam ser mais diferentes. O rapaz é um ídolo adolescente, um astro das telas de cinema; uma vida calcada na imagem. O cotidiano constantemente sob o escrutínio dos refletores. Agentes, produtores, RPs, assessores... Já Ellie passou a vida escondida nas sombras, fugindo de um escândalo do passado enterrado em sua árvore genealógica. Mas, mesmo sem aparentemente nada em comum, os dois acabam se conhecendo — ainda que virtualmente — quando Graham envia a Ellie, por engano, um e-mail falando sobre o porco de estimação Wilbur. Esse primeiro contato leva a uma correspondência virtual entre os dois, embora não saibam nem o nome um do outro. Os dois trocam detalhes sobre suas vidas, esperanças e medos. Então Graham agarra a chance de passar tempo filmando na pequena cidade onde Ellie mora, e o relacionamento virtual ganha contornos reais. Mas será que duas pessoas de mundos tão diferentes conseguirão ficar juntas? Será que o amor é capaz de vencer — mesmo — qualquer obstáculo? E mais importante... é possível separar ilusão de realidade quando o coração está em jogo?


Classificação:


   Eu fico sem palavras pra falar desse livro, posso resumi-lo como um dos melhores que passou pela minha vida. É uma história simples, porem com uma grandiosidade de fatos, pensamentos, realidades tão incrível que é impossível não cair de amores pela trama e por todo o livro em si.  O livro é o mais recente romance de Jeniffer E. Smith, autora de A Probabilidade Estatística do Amor a Primeira Vista, que quem leu sabe que é uma ótima história. 

   O livro nos conta a história de Graham Larkin e Ellie O'Neill. O primeiro é um ídolo adolescente, um astro das telas de cinema; uma vida calcada na imagem, já Ellie é uma garota tímida que faz de tudo para passar despercebida; no entanto, ela esconde um segredo que pode transformar sua vida por completo caso ele venha a ser descoberto. Por força do destino eles acabam sendo unidos, por um email e mais tarde vários outros fatores passam a influenciar ainda mais esse romance, como o fato das gravações do próximo filme de Graham ocorrerem em Henley, no estado no Maine, onde mora Ellie.

   Após se conhecerem Ellie e Graham acabam por, com o tempo juntos, se apaixonarem um pelo outro, porem esse amor enfrentará aventuras e muitos problemas. Será que esses mundos tão diferentes serão capazes de superar as diferenças e conseguirão ficar juntos? Ou será possível separar ilusão de realidade quando o coração está em jogo, o amor poderá derrubar qualquer obstáculo?


   A escrita poética de Jeniffer é incrível. Gente, essa resenha vai sair podre, eu sei, mas esse livro é demais! Não consigo explicar, só peço que leiam. É um drama muito apaixonante, com toques reais que retratam a vida de jovens, tem um dinamismo que nos prende a narrativa e nos faz achar as 400 páginas poucas. Com fatos novos e inspiradores a cada capítulo a autora nos conduz a realidades opostas, porem bem semelhantes quando vistas do mesmo ângulo, e nos leva a conhecer o que é felicidade e como é simples obtê-la. 

   “Ser feliz é...Ver o sol nascendo no porto. Tomar sorvete num dia de calor. Ouvir o barulho das ondas ali no fim da rua. O jeito como meu cachorro se enrosca perto de mim no sofá. Dar um passeio a pé de noitinha. Filmes legais. Tempestades. Um belo cheeseburger. Sextas-feiras. Sábados. Quartas-feiras, até. Mergulhar a ponta dos dedos do pé na água. Calça de pijama. Chinelo de dedo. Nadar. Poesia. A ausência de emoticons num e-mail. E pra você, como é ser feliz?”

    A edição está maravilhosa. Nada do que reclamar, tem um design interno e externo muito bem feito e realmente admirável, assim como a diagramação em si e todo o resto. As folhas são de papel pólen, amarelinhas e, junto a fonte das palavras, confere ao livro uma qualidade ótima e acolhedora. Ser Feliz É Assim vai marcar sua vida, te ensinar coisas, te mostrar outras e te deixar sem palavras, assim como me deixou. 


Deixe um comentário